Um encontro marcado com palavras....

Ainda temos fungos



Mas o que são fungos?
São organismos vivos que participam de maneira muito importante na degradação da matéria orgânica animal e vegetal. São responsáveis por diversas doenças nas plantas e podem destruir alimentos e materiais como madeiras e tecidos.
Os fungos podem atacar o homem; seu organismo, causando em geral micoses, intoxicações ou envenenamentos.
Nesta mensagem, vamos falar sobre os fungos que contaminam, intoxicam e envenenam a alma humana. 
Vamos falar sobre fungos que atacam a raiz que sustenta o homem.
Sabemos que as raízes geralmente são subterrâneas e, portanto não são facilmente visíveis. Temos a tendência, por esta razão, de desmerecê-las e até mesmo ignora-las, porque não temos consciência de que é na raiz que estão os órgãos especializados para a sustentação, absorção, armazenamento e condução da seiva.
É a raiz a responsável por captar a água e os sais minerais do solo levando a seiva, que por sua vez, é composta dos nutrientes absorvidos pela raiz.
A seiva é transportada para as folhas através do caule da planta e assim está feita a interligação alimentar da planta.
Se uma raiz está com fungos, que lhe causa doenças, sua seiva, que é essencial para alimentar a planta estará contaminada e a água e os nutrientes que deveriam estar sendo absorvidos para o crescimento da planta deixam de ser conduzidos puros e toda a planta sofre o reflexo da doença.
O mesmo se dá na vida do homem que não observa suas raízes; que não está atento ao tipo de nutriente que suas raízes estão absorvendo.
Se este homem está sendo regado por águas contaminadas, certamente estará adoentado e suas raízes apodrecerão, mas, se ao contrário, a água que o rega é a água da vida, este homem terá suas raízes fortes e firmes e dificilmente serão abaladas.
O homem tem diariamente a oportunidade de escolher. Escolher onde quer manter suas raízes.
Desde Moisés esta escolha foi revelada por Deus ao homem quando este apresentou ao povo de Israel a escolha entre o bem e o mal; entre a vida e a morte. (Dt 30.15)
Deus sempre se preocupou com o coração do homem e o orientou desde o princípio para que mantivesse este coração sem a produção da erva venenosa e amarga. Para isso, era necessário que o homem guardasse as palavras da aliança; mas não somente a guardasse, mas a cumprisse também.
Então podemos compreender por qual meio as raízes se contaminam: Pela ausência e falta do cumprimento das palavras da aliança.
A cura de nossas almas está estritamente ligada a obediência da Palavra do Senhor.
Onde então vamos colocar o ódio, a ciumeira, a inveja, a inimizade, a impureza, a imoralidade, a bebedeira, a ambição e todas as outras coisas que contaminam nosso coração?
Temos que lançar fora do coração!
Tiago nos ensina que nós é que temos que nos livrar de toda impureza e de toda maldade que prevalece; e a maneira de realizarmos esta limpeza é aceitando a Palavra de Deus implantada em nós que é poderosa para nos salvar. (Tg 1.21-22)
Se a raiz é o coração, e a seiva é transportada da raiz para a planta ser alimentada e crescer viçosa, como um coração cheio de maldade, mágoa, rancor, tristeza e dor pode liberar outro sentimento senão os que são reflexo de seu próprio coração?
Esta raiz esta contaminada e alimenta toda a planta com a sua contaminação. Por isso a planta esta doente!
Nós precisamos produzir o fruto do Espírito, gerado em nosso coração pelo Espírito Santo, assim a alma e o corpo serão saudáveis. 
Somente o Espírito Santo nos habilita a produzir uma seiva saudável que alimentará todo o nosso ser. É Ele quem nos conduz a firmar nossas raízes em Cristo. 
Somente com Ele e por meio Dele podemos ser bondosos, cheios de paz, pacientes, humildes, fiéis, alegres e capacitados a exercer domínio sobre todas as coisas. Por isso precisamos Dele. Sem o Senhor nada podemos fazer. Precisamos conhecer Suas regras de vida em Seu manual.
Então você me diz: Mas somos do Senhor.... Por que ainda destilamos seivas amargas?
Porque não estamos totalmente atentos para conhecer, compreender e viver as coisas que Deus nos ensina. Como os antigos, somos difíceis de nos dobrar.
O Senhor nos diz que: Em fazendo isso é que viveremos! Em nos dobrarmos às Suas regras é que vamos ter vida plena.
Nem sempre estamos procurando absorver a água que sai do solo de Deus que carrega consigo a seiva pura e curadora. 
Na maioria das vezes estamos procurando resultados imediatos para nossas crises, de forma que logo sejam atenuadas; não estamos procurando uma cura genuína e permanente, e assim, vamos vivendo de crise em crise; de culto em culto; de pastor em pastor.
Não queremos "de fato" mudar. Não queremos de fato aprender uma maneira nova de ver e sentir a vida. 
Os fungos estão tão presentes na raiz que parece que já faz parte da cadeia alimentar; seu sabor contaminado já foi assimilado pelo nosso paladar. 
As contaminações aprisionam a alma e impedem que o amor de Deus seja pleno em nós.
“Jesus se deu a si mesmo por nós, a fim de nos livrar de toda maldade e de nos purificar”.(Tt 2.14)
E isso que Ele quer fazer em nossas vidas, derramar de Seu amor, alimentando nossas raízes a ponto de transformá-las totalmente. 
Comece novamente, e comece direito! Sua alma será cheia de paz! Para isso Jesus se deu!


Graça Coelho
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar
Volte sempre
Portal da Graça

Quem sou

Quem sou
Sou uma peça, entre muitas, do grande exército de Deus, que se move em Seu tabuleiro, seguindo as regras do Seu jogo.

Postagem em destaque

A vida ensina

“O bom senso o guardará, e o discernimento o protegerá.” (Provérbios 2.11) Algumas vezes deixamos de dar atenção à voz de Deus e c...

Arquivos